fbpx

Setembro Amarelo: Campanha de valorização da vida. Saiba Mais

O setembro amarelo não é só mais uma data e tão pouco uma comemoração. Sobretudo, o setembro amarelo é um chamado para a conscientização e valorização da vida. Entenda a importância e sobre o que ele trata.

Links Patrocinados

 

Setembro Amarelo
Campanha de valorização da vida

A campanha de valorização da vida, Setembro Amarelo, trata da prevenção ao suicídio. A mesma foi oficializada mundialmente em 10 de setembro de 2003 como alerta aos casos de suicídios.

O Setembro Amarelo surgiu a partir de um caso de suicídio de um menino americano de 17 anos chamado Mike Emme ocorrido em 1994. Mike tinha um carro amarelo e o usou para tirar sua própria vida. No dia do velório, seus amigos e familiares trouxeram cartões com fitas amarelas, e dentro dos cartões frases de apoio para pessoas com depressão.

Essas mensagens ganharam proporções grandes, com isso, induziu jovens a buscar ajuda ou orientação para ajudar quem precisa.

Entretanto, no Brasil o Setembro Amarelo foi oficializada em 2015 com o mesmo intuito. O de combate ao suicídio abordando o assunto como ferramenta para informatizar e conduzir jovens e adultos a pedir ajuda. Pois a maioria dos casos, por não haver entendimento, também não houve percepção do problema.

Desde então, e desde muito antes são desenvolvidos pesquisas e estudos para detectar e prevenir suicídio. Isso porque, além dos profissionais qualificados uma pessoa comum de convivência diária também pode ajudar. Como por exemplo se atentando aos sintomas e induzir a busca por ajuda.

Veja também:  Centro de Integração da Cidadania: Atendimento Social

 

Setembro Amarelo
Qual o Objetivo da campanha?

O setembro amarelo é uma ação coletiva representada e orientada por profissionais da área de psicologia para destacar a urgência necessária de conscientização.  A campanha trata de assuntos, que não são simples de abordar, no entanto pretende orientar para a prevenção.

Por isso, a campanha abrange todo território nacional, trazendo dicas e orientação sobre como proceder em casos que manifestam os sintomas e assim, ajudar a prevenir. No entanto, vale destacar que, há uma grande diferença entre ajudar e tratar.

Sendo assim, a campanha discute maneiras para prevenir através da conscientização, esclarecendo o que pode e não pode ser feito em casos que haja representação de riscos. Isso porque, não é indicado tratamentos feitos por qualquer pessoa e de qualquer maneira.

 

Setembro Amarelo
Qual a importante?

A campanha Setembro Amarelo é um alerta para dizer como é importante identificar e entender o problema. Sobretudo, que é possível tratar e obtendo ajuda, e a variedade de instituições específicas para isso. Sendo assim, ela diz como a saúde mental é importante e urgente tanto quanto qualquer outro tratamento preventivo.

No entanto, nem sempre evitada devido à falta de compreensão sobre assunto. Portanto, trata-se de uma ação indispensável para a manutenção da saúde mental como prevenção do suicídio.

 

Links Patrocinados

Como identificar o problema?

Não é simples identificar uma pessoa com sintomas emocionais e atribuir sua condição ao suicídio. Segundo especialistas, muitas vezes ela não expõe suas intenções, e por isso, a recomendação é buscar informação ou auxílio de um profissional.

Veja também:  Trainee Grupo Dimed: Concorra ao processo seletivo

No entanto, existem alguns fatores que indicam predisposição e pode ajudar a reconhecer esses fatores em um amigo, parente ou até mesmo colegas de trabalho etc. Tais como:

  • Excesso de substâncias
  • Tentativas anteriores
  • Ausência dos círculos sociais
  • Ausência de esperança
  • Histórico de problemas familiares relacionados a transtornos mentais
  • Nível elevado de Stress
  • Preocupação com a própria morte
  • Demonstração de ideias ou intenções suicidas

A busca por informações sobre o tema através de profissionais da área da saúde mental é ainda uma das maneiras mais assertivas para poder identificar ou pedir orientação. No site do Ministério da saúde existe ampla orientação e pode ajudar. Clique aqui e confira outros sinais que ajudam a identificar, prevenir e cuidar de quem precisa.

 

Setembro Amarelo
Onde Buscar Auxílio?

Atualmente, felizmente existem muitas instituições de apoio que atendem prontamente os chamados. Além disso também ficam disponíveis para orientação e tratamento. Tais como, o centro de valorização da vida, onde é especificamente para casos de prevenção.

No (CVV) Centro de Valorização da Vida, o atendimento é prestado por telefone, chat, e-mail ou pessoalmente. Além disso, não é obrigatória a identificação, isso significa que, a instituição busca manter o sigilo das informações caso não queira se identificar.

 

CVV – Centro de Valorização da Vida
Como Funciona?

O CVV funciona desde a década de 70 e seu principal objetivo é alertar sobre o suicídio como forma de manifestar o assunto para prevenir e cuidar de quem precisa de ajuda. Além disso o atendimento é gratuito e 24hs.

Veja também:  Jovem Aprendiz Hospitais Rede D'or São Luiz: Saiba como se candidatar

Portanto, poderá se comunicar de forma anônima e sem cobrança, ligando para o número 188 da CVV. Além disso os outros canais também ficam à disposição da mesma maneira e com pessoas preparadas para receber qualquer pessoa.

O CVV também conta com funcionários voluntários e não tem vínculos lucrativos, portanto, também é possível se tornar voluntário. No entanto, para trabalhar no centro de valorização da vida, passará por cursos presenciais ou a distância e gratuitamente.

Links Patrocinados

Se eventualmente quiser ajudar dando esse apoio no canal do “quero conversar” é só clicar aqui e fazer a sua inscrição. Conheça o CVV, confira todos os trabalhos e auxílios que o centro de valorização da vida disponibiliza. Cuide, zele e entenda, tem sempre alguém precisando de ajuda.

Confira também o informativo sobre a campanha de prevenção Outubro Rosa e saiba como o programa de conscientização às mulheres funciona.